M-commerce brasileiro e os problemas para compras

M-commerce brasileiro e os problemas para compras. Embora o Mobile Commerce seja apontado como o grande motor por traz do crescimento futuro do e-commerce, as empresas brasileiras ainda precisam evoluir muito neste quesito. Segundo um estudo da deviceLab, laboratório de testes de dispositivos com ambiente controlado, 100% dos sites de m-commerce no País apresentam algum tipo de erro que inviabiliza a compra, e 12% do total de erros encontrados impedem a compra.

Dos erros críticos encontrados no fluxo de compra, 69% estão no checkout, 18% na busca e 13% no detalhe do produto. Na distribuição dos erros passo a passo, a identificação do usuário é onde está o maior problema, com 21%, seguido pelo carrinho de compras (17%) e por entrega/endereço (16%). Além disso, 13% dos erros se encontram no detalhamento do produto e 10% nos resultados de busca, enquanto os passos de pagamento, preenchimento de busca e confirmação de compra estão com 8%,8% e 6%, respectivamente.

iOS 5 lidera os erros críticos

Quando os testes apontaram o percentual dos erros críticos por sistema operacional, o iOS 5 teve o pior desempenho com 16%, com uma melhora para o iOS 6, que teve 9% em problemas. Os principais problemas encontrados no sistema operacional da Apple são relacionados a desempenho do Safari, browser nativo do sistema. No Android, a versão com mais dificuldades foi a 4.0.3 com 13%, já os sistemas 4.0.4 e 3.2.2 apresentaram 11%. Por fim, o Windows Phone 7.5 teve 13% de erros críticos.

Já no percentual de erros críticos por tipo de aparelho, os tablets apareceram com 11% e os smartphones com 14%.

“O e-commerce brasileiro vive um momento especial, crescendo acima dos 20% ano a ano, e os tablets e smartphones as possibilidades de crescer ainda mais são grandes. Por isso é importante ter um panorama da experiência do usuário nessas plataformas e aprimorá-la”, afirma Leandro Ginane, fundador da deviceLab.

Metodologia

A avaliação da experiência de compra do comércio eletrônico no Brasil com uso de smartphones e tablets, foi realizada sob os seguintes critérios: performance, compatibilidade e usabilidade. Para isso, foram realizados mais de 1,7 mil testes nas principais lojas virtuais do país, que representam 80% do faturamento do mercado nacional.

Os sistemas operacionais usados no estudo foram: Android (versões 3.2.2 – 4.0.3 – 4.0.4), iOS (versões 5 e 6) e Windows Phone. Além disso, os aparelhos utilizados foram os seguintes: Samsung Galaxy Tab (7’’e 10’’), iPad (2 e 3), iPhone 4S e 5, Samsung Galaxy SIII e SII e Nokia Lumia 800.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *