União Europeia busca maior faturamento no E-Commerce

União Europeia busca maior faturamento no E-Commerce. A Comissão Europeia apresentou nesta semana um plano de ação para duplicar a receita do e-commerce na Europa até 2015.

Segundo dados da comissão, o setor está criando 2,6 empregos para cada demissão gerada por comerciantes que operam em lojas físicas.

Além disso, a UE acrescenta que os menores preços e a maior variedade de produtos e serviços à disposição dos consumidores estão gerando uma economia na ordem de € 11.7 bilhões, o que equivale a 0.12 pontos percentuais do PIB europeu.

O novo plano inclui 16 iniciativas que visam a duplicação da quota do e-commerce na receita total do varejo no continente europeu, que atualmente é de aproximadamente 3,4%.

A comissão alertou, no entanto, que há muitos obstáculos impedindo que consumidores e empresas ingressem no comércio online, como a falta de conhecimento sobre as regras, formas de pagamentos e métodos de entregas que são muitas vezes caras e inadequadas.

Principais obstáculos a serem superados:

A venda de mercadorias entre os diferentes países ainda possui um serviço de baixa qualidade.

Não há informações claras e suficientes para o ingresso de empresas e para a proteção dos consumidores.

Métodos de pagamento e de entrega que não atendem  às demandas dos consumidores.

Casos de disputas que são difíceis de resolver.