Vídeo será 60% do tráfego web em 2016

Vídeo será 60% do tráfego web em 2016. A demanda por vídeos pela Internet – e portanto o peso desses conteúdos no tráfego – cresce mais rapidamente que o previsto. Pelo menos é o que indica a Cisco, que nesta terça-feira, 28/5, foi tratar de investimentos com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

“Houve uma surpresa com o crescimento. Se a previsão no ano passado era de um crescimento de 10%, passou para uma ordem de grandeza de 15%”, revela o diretor de relações governamentais da fabricante, Giuseppe Marrara, evitando, porém, maiores detalhes.

É que o novo Visual Networking Index da Cisco deve ser divulgado nos próximos dias – daí o resguardo. A pista, no entanto, sugere que no lugar do tráfego de vídeo chegar a 2016 respondendo por 55% do tráfego da Internet, como estimou em 2012, o percentual deverá ficar mais perto de 60%, segundo a nova versão.

Na visita, o novo presidente da Cisco no país, Rodrigo Dienstmann, garantiu ao ministro Paulo Bernardo que vem sendo cumprida a promessa de investimentos de R$ 1 bilhão, até 2015, no Brasil. E, mais importante, a fabricação local de componentes de rede.

“Já começamos a fabricar no Brasil dois modelos de roteadores e virão switches”, citou o executivo. Viemos mostrar que o projeto está caminhando e que o REPNBL já foi levado em consideração nos nossos planos de fabricação. Como agregador o plano é muito importante por aumentar a demanda, melhorar os preços e inclusive trazer novos planos de produção”, afirmou Dienstmann.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *