Comércio eletrônico e comparadores de preço

Comércio eletrônico e comparadores de preço. Muitos podem não imaginar, mas a tecnologia por trás da integração com um site comparador de preços é essencial para o sucesso do empreendimento. Para disponibilizar seu catálogo de produtos nesses sites é preciso mais do que vontade e preços competitivos. Afinal, mais do que viabilizar a parceria, está parte mais técnica pode influenciar diretamente na quantidade de visitas em sua loja e, consequentemente, no volume de vendas.

Após a decisão de fazer parte de um comparador de preços, é importante se atentar ao processo de integração dele com o site da sua empresa. No Brasil, o XML é o formato de arquivo mais utilizado para garantir que duas plataformas online estejam interligadas. Sua função é exportar em um arquivo as informações detalhadas de cada produto como nome, URL do item e da imagem, preço, entre outros dados. E de acordo com o comparador escolhido para ser parceiro, os campos de preenchimento do arquivo XML vão variar.

A vantagem do e-commerce que consegue completar todos os campos solicitados pelo arquivo, é que ele tem em torno de 60% a mais de cliques do que outro que informa apenas o básico sobre as mercadorias. Além disso, geralmente tem um ROI (Retorno de Investimento) 80% maior que as outras lojas. Isso acontece porque o consumidor, antes de clicar para ser direcionado à loja, extrai o máximo de informação possível na ferramenta.

A principal dica para quem vai entrar nesta empreitada é solicitar ao seu webmaster o melhor formato de integração possível, caso a plataforma não gere o arquivo em XML. Cumprir todas as etapas deste processo é uma garantia de que seu e-commerce terá mais visibilidade dentro do site comparador de preços e com isso as possibilidades de lucro aumentam consideravelmente.