Dicas para PMEs planejarem sua marca digital

Dicas para PMEs planejarem sua marca digital. Estudos mostram que menos da metade dos 6 milhões de pequenos e médios negócios estão no mundo virtual. Veja recomendações de especialista para mudar esse cenário.

Nos dias de hoje, a existência no ciberespaço é de extrema importância para a propagação de uma marca, afinal, segundo dados do IBGE, 46,5% da população brasileira tem acesso à internet, posicionando o país como o quinto com o maior número de usuários no mundo. Com isso, abre-se um espaço propicio para a divulgação dos serviços e, principalmente, o relacionamento com o consumidor, que está cada dia mais exigente.

Apesar disso, das seis milhões de Pequenas e Médias Empresas (PMEs) ativas no Brasil estima-se que menos da metade possui presença virtual, o que representa uma grande defasagem entre a realidade das empresas e dos consumidores.

Para tentar reverter esse quadro, Cristiano Mendes, gerente de marketing e vendas, listou alguns pontos de destaque para planejar a estratégia digital das companhias. O executivo afirma ainda que “essencialmente, a presença online deve ser pensada desde a abertura do negócio para garantir maior visibilidade e disseminação da marca”. Veja a seguir suas recomendações:

1- Escolha do domínio

O planejamento digital deve começar já na escolha do nome do negócio, que deve levar em consideração a disponibilidade de domínios na internet, já buscando facilitar a comunicação e o branding. Ele deve ser facilmente localizado por sites de busca, otimizando a pesquisa do cliente e, portanto, dando maior visibilidade à marca.

O design da página deve seguir a mesma diretriz visual da companhia, respeitando o logo e outros conceitos que remetam à identificação da empresa. Uma dica valiosa é realizar o registro do domínio o quanto antes, além de ser o endereço do site, também viabiliza utilizar e-mail próprio do negócio, pois isso facilita a memorização tanto do e-mail quanto da marca em si.

2- A estratégia por trás do e-mail marketing

Essa forma de divulgação ainda é uma das maiores estratégias de marketing digital e pode dar muitos resultados. Porém, só é efetivo se realizado corretamente: não adianta bombardear os usuários todos os dias sem estabelecer critérios. O ponto crítico é construir uma base de contatos e estabelecer uma interação mais personalizada, que constitua de fato um relacionamento entre o cliente e a marca.

3- Montagem de uma loja virtual

Se você tem uma loja física e quer ter uma virtual, deve se lembrar que o e-commerce não é apenas uma extensão do negócio, pois requer tempo e investimentos direcionados a ele, como uma se fosse uma nova filial, que deve estar preparada para conquistar novos clientes e receber ainda mais pedidos.

Vale destacar que, no caso de poucos acessos ou vendas, nem sempre a culpa é da plataforma, mas sim da estratégia de operação ou divulgação, já que na internet não há necessariamente um investimento com infraestrutura física, mas a dedicação à propaganda e ao bom funcionamento dos processos deve ser ainda maior, levando em consideração a dinamicidade diferenciada do setor.

4- Presença da marca nas mídias sociais

Apesar dos inúmeros casos de bons resultados que posicionam as mídias sociais como uma das maiores tendências do século, elas não necessariamente funcionam da mesma forma para todos os negócios.

Com isso, a demanda gerada por esse meio requer planejamento e tempo, por isso deve-se pensar se a organização está preparada para se fazer presente nesses canais. No caso de um negócio recente, é mais aconselhável esperar amadurecer por completo as operações antes de investir nesse tipo de ambiente.