Publicidade mobile é essencial

Publicidade mobile é essencial. Uma pesquisa conduzida pelo Google revelou que 14% da população brasileira já possui smartphone. Pode parecer pouco, mas não é, são quase 27 milhões de pessoas, o que representa 2 milhões a mais do que a população da Austrália.

E, ainda de acordo com o Google, a tendência é esse número aumentar, visto que os smartphones e os planos de telefonia são relativamente acessíveis no país.

“O número vai ficar mais alto no m-commerce, principalmente na classe C. Muitas pessoas não têm computador, mas têm telefones com acesso à internet, planos ilimitados por 50 centavos por dia. O número vai crescer”, afirmou Peter Fernandez, diretor de vendas e publicidade móvel do Google para América Latina.

Com esse crescimento, o Google oferece algumas dicas para os publicitários. Segundo Fernandez, é essencial que todos os anunciantes estejam presentes no mobile, principalmente se já estão em outros meios. A pesquisa revelou que 46% das pessoas fazem uso do smartphone enquanto assistem televisão e também descobriu que 75% dos usuários brasileiros realizaram uma pesquisa por meio do celular depois de ver um comercial na televisão.

De acordo com diretor, o processo de fazer compras está mudando e os consumidores já podem comparar preços na internet através do celular. O anunciante deve segmentar suas propagandas de acordo com a localização do comprador. Esta medida vale não somente para as lojas físicas como lojas online, ” 29% dos usuários já mudaram de ideia na hora da compra por causa de uma pesquisa em mobile”, explicou Fernandez.

O que diferencia a propaganda móvel da veiculada na internet é a possibilidade de uma criatividade bem maior por parte do anunciante. “Tem possibilidades maiores para a criatividade. O que é mais importante é que sabemos que o mobile é super complementário a outros meios”, explicou Fernandez, que concluiu falando que a pesquisa via smartphone é muito mais urgente do que a feita no computador, porque geralmente o usuário encontra-se fora de casa e busca uma informação local.